O CRMV-MG realizou em julho, sua primeira reunião do setor de Fiscalização 2021. O objetivo do evento é promover capacitação e atualização de informações, e contou com a participação da equipe de fiscais do Conselho de Minas e convidados de outros estados.

A dinâmica dos encontros alternou entre capacitações teóricas e práticas, iniciativa importante para o alinhamento de ações e informações, além de possibilitar a troca de experiências e fomentar atualização técnica da equipe de fiscais, contribuindo para uma atuação mais eficiente.

“Eu acho que essa troca de experiências é fundamental para a gente uniformizar o entendimento de nossa atuação. Como vem pessoas de todas regiões, cada um traz uma prática e vivência, isso contribui para a gente melhorar a visão do nosso próprio trabalho”, afirma o fiscal do CRMV-MG, Ricardo Luiz de Oliveira.

A chefe de fiscalização do CRMV, Rafaela Luns, aborda a importância da capacitação de fiscalização para o Conselho de Medicina Veterinária de Minas Gerais: “A capacitação da equipe de fiscalização é muito importante, pois o CRMV-MG cumpre as demandas de orientação do TCU e Conselho Federal de Medicina Veterinária, se colocando no modelo de gestão de grandes corporações, o investimento nos colaboradores gera um grande resultado para a sociedade”, conclui Rafaela.

As capacitações teóricas ocorrem de maneira presencial na sede do CRMV-MG em Belo Horizonte, seguindo todos protocolos estabelecidos pelas autoridades de saúde para prevenção da Covid-19.

“Estou achando maravilhoso a interação e a troca de experiência, principalmente porque o CRMV de Minas está trazendo uma novidade, que é a fiscalização através de monitoramento de risco. Acho que isso é uma novidade no sistema, é o que temos buscado no sentido de fazer uma fiscalização de uma forma mais inteligente, apontando para uma parte mais prática que cartorial”, disse a convidada dra. Virgínia Teixeira do Carmo Emerich, presidente do CRMV-ES.

Um tema novo está na pauta das reuniões, a implementação do Modelo de Riscos e Benefícios Potenciais (MARBP) na fiscalização do CRMV-MG; além da capacitação prática do MARB pelo webapp de Fiscalização.

Ainda entre os temas abordados estão auto inspeção e acreditação de estabelecimentos; revisão de checklists; criação do monitoramento contínuo de atividades do setor; logística do fiscal; revisão de resoluções e fiscalização de programas de controle populacional, entre outros.