O Conseleite MG apontou queda na captação do leite nos meses de maio e junho e valorização dos derivados lácteos no estado, o que está refletindo diretamente no preço pago ao produtor. A preocupação maior do Sistema FAEMG/SENAR/INAES é com a queda dos preços do leite em pó no mercado internacional, que pode elevar as importações do produto e impactar na receita dos produtores. 

Eduardo Pena
 
(Presidente da Comissão Técnica de Pecuária de Leite do Sistema FAEMG e vice-presidente do Conseleite MG)

“Nossa preocupação é com a entrada de leite em pó vindo de outros países, em função dos preços no mercado internacional, o que poderá vir a prejudicar os produtores. Os custos de produção continuam estáveis, mas em patamares altos, prejudicando a renda com a atividade.” 

Faça sua simulação no http://www.conseleitemg.org.br e utilize seus dados para gerar valores personalizados.

Informações por Assessoria de Comunicação FAEMG